Single Blog Title

This is a single blog caption

A História dos Panetones

O Natal está chegando e junto com ele, os melhores doces da temporada: os panetones. Hoje existem diversos tipos que vão do tradicional com frutas cristalizadas, até os mais caprichados como os panetones trufados de vários sabores, amados por todos nós. Mas você conhece a história desse pão doce europeu? 

De onde vem o nome “Panetone”? 

Existem muitas histórias sobre a origem do nome “panetone”, mas todas envolvem um rapaz italiano chamado Toni, que vivia em Milão e trabalhava em uma das padarias da época. Uma das histórias, a mais romântica, conta que Toni fez o pão para surpreender o pai de sua amada e assim, pedir a mão dela. Outra teoria diz que Toni trabalhou por muitas horas na produção de pães e tortas de Natal, porém, devido ao cansaço, acabou colocando as frutas da torta na massa do pão.

Em uma tentativa de consertar o erro, Toni colocou frutas cristalizadas, ovos e manteiga na massa do pão, criando assim um novo tipo de pão doce jamais visto antes. Toni já esperava por uma bronca de seu chefe, mas o contrário aconteceu: o pão era uma delícia e em pouco tempo se tornou um sucesso em toda a cidade. Eles nomearam o produto de “Pão di Toni” e com o tempo, a junção dos nomes deu origem ao conhecido “Panetone”. 

Como o Panetone chegou no Brasil? 

Historicamente, as datas dos primeiros panetones no Brasil são muito próximas do período da Segunda Guerra Mundial, em torno de 1938. Então, dizem que o pão doce chegou no país com a chegada dos imigrantes italianos. Como é uma receita natalina e tradicional entre as famílias italianas, o panetone começou a ser passado por gerações e diferentes povos e até hoje se mantém forte nesta época do ano. 

Logo que o panetone chegou no Brasil, um rapaz chamado Carlo Bauducco percebeu o potencial do pão doce e logo investiu na produção e venda. Em 1948, o panetone de Carlo já era um dos mais conhecidos no país e até hoje é uma das marcas mais famosas dos panetones tradicionais. 

Mas as variações do Panetone? 

Quando perceberam que o pão poderia receber diversos recheios, começaram a criar novos formatos de panetone, como o “chocotone” e os panetones trufados e recheados. Esses costumam ser mais produzidos por padarias. Aqui na Santa Branca, por exemplo, nós temos diversas opções para agradar a todos os paladares. 

Na Itália, devido a essa grande variedade, a receita original e tradicional do panetone é protegida por lei desde 2005, por isso, só existe uma receita oficial. Todos os outros pães, apesar de levarem o nome, não são considerados de fato um panetone em solo italiano, apesar de existir o comércio de outros tipos e sabores por lá também. 

Interessante né?! Ainda bem que estamos no Brasil e aqui está liberado experimentar todos os tipos e sabores possíveis de panetone. Vem para a Santa Branca, conhecer os panetones da Santa, feitos com o carinho e a paixão brasileira para deixar o clima natalino ainda mais gostoso. 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

DELIVERY